PROJETO DE LEI 247/2013 que PROÍBE REFRIGERANTES E SALGADOS FRITOS NAS ESCOLAS DA REDE PÚBLICA E PRIVADA

PROJETO DE LEI 247/2013 que PROÍBE REFRIGERANTES E SALGADOS FRITOS NAS ESCOLAS DA REDE PÚBLICA E PRIVADA

1186101_455861607844420_235992607_n

Ver. Marcel Alexandre protocolou hoje o PROJETO DE LEI 247/2013 que PROÍBE REFRIGERANTES E SALGADOS FRITOS NAS ESCOLAS DA REDE PÚBLICA E PRIVADA.

(DISPÕE sobre a promoção da alimentação saudável nas escolas das redes pública e privada da educação básica no município de Manaus).

Marcel Alexandre debate revisão do Regimento Interno da Câmara e Plano Diretor de Manaus

Marcel Alexandre debate revisão do Regimento Interno da Câmara e Plano Diretor de Manaus

A semana legislativa do vereador Marcel Alexandre (PMDB) foi marcada por duas importantes participações em debates que objetivam mudar a forma de trabalho da Câmara Municipal de Manaus (CMM) e a elaboração do planejamento arquitetônico da capital.

Continue reading

Marcel Alexandre debate revisão do Regimento Interno da Câmara e Plano Diretor de Manaus

Marcel Alexandre debate revisão do Regimento Interno da Câmara e Plano Diretor de Manaus

A semana legislativa do vereador Marcel Alexandre (PMDB) foi marcada por duas importantes participações em debates que objetivam mudar a forma de trabalho da Câmara Municipal de Manaus (CMM) e a elaboração do planejamento arquitetônico da capital.

Continue reading

CMM aprova projeto, de Marcel Alexandre, que promoverá a capacitação de servidores das escolas e creches em primeiros socorros

CMM aprova projeto, de Marcel Alexandre, que promoverá a capacitação de servidores das escolas e creches em primeiros socorros

Vai à sanção do prefeito Arthur Neto (PSDB), o Projeto de Lei de autoria do vereador Marcel Alexandre (PMDB), que dispõe sobre a capacitação dos servidores das escolas e das creches do município de Manaus, aprovado na manhã desta terça-feira (2) pela Câmara Municipal de Manaus (CMM).
O Projeto de Lei nº 156/2011 passou pela segunda discussão, no plenário, e recebeu a aprovação dos vereadores. De acordo com o artigo 1º do PL, o poder público municipal promoverá a capacitação dos servidores municipais lotados nas escolas e creches do município para o enfrentamento de situações, que exigem a prestação de primeiros socorros.
Autor do, o vereador Marcel Alexandre destaca a importância que ele tem para o atendimento das crianças e adolescentes da rede municipal. “O projeto vai muito além dos benefícios. Estamos dando uma singular e importante contribuição para Manaus e para o Brasil, pois teremos no ambiente da escola, profissionais qualificados e ao mesmo tempo tranquilizando os pais, os professores e a própria comunidade”, disse.
Vereadores como Luiz Alberto Carijó (PDT), Isaac Tayah (PSD), Professor Samuel (PPS), Therezinha uiz (DEM), Carlos Alberto (PRB) e Mitoso (PSD), fizeram questão de emitir opinião sobre o projeto.
Para Carijó, a preocupação do vereador em capacitar servidores em primeiros socorros das escolas é pertinente. “É necessário um atendimento diferenciado, especialmente das crianças. Já vimos inclusive caso de maus-tratos em nível nacional. Acho que a iniciativa é de alta significação”, argumentou.
Isaac Tayah acredita que é importante esse treinamento, principalmente para que os profissionais estejam preparados em casos de algum problema mais sério com as crianças. Já o professor Samuel destaca a importância de servidores habilitados para proporcionar melhor atendimento nas escolas.
Para Therezinha Ruiz, a medida ao encontro ao trabalho realizado na área da assistência à saúde nas escolas, levado hoje por meio de palestras educativas. “Mas a oportunidade de treinamento de pessoal para atender as emergências é de grande importância”, ressaltou.
O vereador Carlos Alberto afirma que todas as iniciativas em favor da criança e do adolescente são bem-vindas. O professor Bibiano, inclusive, fez uma ressalva, diante do quadro atual das escolas, que funcionam em prédios, muitos dos quais em péssimas condições de conservação.
Já o vereador Mitoso, mesmo temendo que o projeto seja vetado pelo Executivo, diz que ele é um “belo projeto”. Segundo ele, projeto de sua autoria que dispunha sobre o treinamento de agentes comunitários de saúde, foi vetado anteriormente. Ele sugeriu ao autor do projeto, uma visita a Procuradoria do Município, para explicar a importância deles, antes que fosse a sanção do prefeito.

Fonte: Dircom/CMM
Fotografia: Tiago Corrêa/ CMM