Marcel Alexandre agradece a CMM prêmio recebido em Jerusalém

Marcel Alexandre agradece a CMM prêmio recebido em Jerusalém

Durante o Pequeno Expediente desta segunda-feira (16), o vereador Marcel Alexandre (PMDB), agradeceu à Câmara Municipal de Manaus (CMM) pelo prêmio que recebeu em Jerusalém, honrando a lei de sua autoria que declara Manaus-Jerusalém cidades-irmãs.

A convite da Embaixada Cristã Internacional de Jerusalém (ICEJ), o parlamentar esteve em Israel para participar da celebração da Festa dos Tabernáculos e receber o prêmio que reconhece ações da sua vida pública.

“A Lei 273, de 06 de abril de 2011, de minha autoria, que estabeleceu Manaus e Jerusalém cidades-irmãs recebeu reconhecimento em Israel e, por isso, trago o prêmio para mostrar a todos, porque me sinto no dever de honrar esta Casa. Foi esta Casa que votou a lei e, por isso, merece ser honrada”, disse.

Marcel Alexandre explicou que a ICEJ considera que toda ação que possa melhorar o relacionamento no Oriente Médio, uma questão mundial relacionada à paz, é algo a ser celebrado. “O Brasil tem dado sua contribuição através das suas instituições. Neste período da Festa dos Tabernáculos, mais de 2 mil brasileiros estavam lá apoiando Israel e dizendo que contribuem para a paz”, informou.

Finalizando o discurso, o parlamentar saudou o vereador Isaac Tayah, trazendo um abraço especial ao colega, e desejando paz a todos.

Autismo: uma causa que clama por misericórdia

Autismo: uma causa que clama por misericórdia

No ensejo da Semana Azul, Marcel Alexandre se pronuncia a favor da causa dos autistas e suas famílias

IMG_0055

O Dia Mundial de Conscientização do Autismo foi celebrado Sábado, 02 de Abril, mas atividades em torno do tema continuam em vários setores da sociedade durante toda a semana. Por essa nobre razão, o vereador Marcel Alexandre (PMDB) pronunciou-se no plenário da Câmara Municipal de Manaus, na Terça, 05, a favor da causa dos autistas e suas famílias.

O parlamentar relatou que vem lutando a favor dessa causa, e, ano passado, destinou valor orçamentário para contribuir com uma instituição em Manaus que oferece tratamento e terapias tão necessárias para melhorar a qualidade de vida dessas crianças especiais.

Trazendo uma reflexão com base na vida e na mensagem de Jesus, Marcel Alexandre lembrou o Sermão da Montanha, quando o Mestre subiu a um monte e, como sempre, permitiu que a multidão se aproximasse dEle. “O Sermão do Monte sempre me inspira. Assim como Jesus, devemos também subir a um lugar alto, para termos a visão correta do propósito. Ao mesmo tempo, devemos permitir a aproximação das pessoas para enxergarmos suas reais necessidades e colocarmo-nos a serviço da causa do povo”, disse.

O vereador utilizou, então, trechos da mensagem do Sermão do Monte, descrito no Evangelho de Mateus, capítulo 5, para traçar um paralelo em relação à causa autista.

– “Bem-aventurados os pobres de espírito, porque eles serão fartos.” As necessidades dos autistas e das suas famílias são como um grito, um clamor em nossa direção, um grito que precisa ser não apenas ouvido, mas atendido.

IMG_0052– “Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados.”. A expressão profunda da dor pode ser pela palavra sem palavra, no gesto, nas lágrimas que descem dos olhos dos pais que têm filhos autistas e passam por inúmeras dificuldades, das mais variadas possíveis.

– “Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia”. A misericórdia é como uma ação de fé amorosa de alguém que tem empatia, que entende que a misericórdia é sentir no coração a dor do outro.

Ciente da amplitude das necessidades que possuem os autistas e suas famílias, Marcel Alexandre colocou à disposição suas emendas parlamentares, pois sonha com a clínica escola, a terapia ocupacional e, claro, com o investimento na educação. “Um grito está em mim e nós precisamos transmitir isso na Câmara Federal. Precisamos abraçar essa causa, tomar uma posição de amor, misericórdia e compreensão. Hoje, o autismo não se cura, mas se compreende, e essa compreensão precisa ser baseada na prática do amor”.

Pela causa dos autistas em Manaus

Pela causa dos autistas em Manaus

 

O vereador Marcel Alexandre, PMDB do Amazonas, apresentou no ano passado emenda ao orçamento municipal de 2016, destinando valor orçamentário para ações de combate ao autismo, transtorno que atinge mais de 20 mil pessoas no Amazonas.

 

As famílias que têm um autista sabem as dificuldades que enfrentam para oferecerem melhor qualidade de vida ao seu ‘anjo azul’. Os desafios são imensos desde a ausência de profissionais especializados para o diagnóstico como a falta de centros especializados para tratamento e terapias.

AUTISMO

Dessa forma, a emenda que destinou o recurso visou proporcionar condições para que o Instituto Autismo no Amazonas pudesse promover a capacitação de pessoas que atuam na esfera do tratamento e atendimento dos autistas. O recurso disponibilizado também servirá para a aquisição de materiais e equipamentos para a realização de aulas práticas e teóricas.

 

A esfera municipal também é chamada para contribuir neste caso de saúde pública e assegurar que pais e mediadores – psicólogos, psicopedagogos, terapeutas técnicos e profissionais da área da educação e da saúde em geral – estejam aptos e preparados para cuidarem dessas pessoas tão especiais.

O verdadeiro vermelho de que o Brasil precisa é o sangue de Jesus

O verdadeiro vermelho de que o Brasil precisa é o sangue de Jesus

Aproveitando a semana da Páscoa, o vereador Marcel Alexandre trouxe à CMM uma reflexão sobre essa importante comemoração cristã e a sua aplicação à realidade da nação brasileira.

IMG_9815

A semana que se inicia traz uma data comemorativa de suma importância para mais de 80% dos brasileiros: a celebração da Páscoa. Páscoa fala de redenção, salvação e cobertura. Aproveitando o ensejo, o vereador Marcel Alexandre (PMDB), usou a tribuna da Câmara Municipal de Manaus (CMM), na Segunda, 21, para fazer uma reflexão necessária aos nossos dias.

Ele lembrou que neste momento desafiador, quando o Brasil se vê em meio a um mar de lama de corrupção, onde as autoridades máximas estão com seu caráter político e pessoal em cheque, o país pergunta: Quem nos salvará?

Citando seu livro favorito, a Bíblia, o vereador disse: “A Palavra de Deus traz a resposta no Salmo 121: ‘O meu socorro vem do Senhor, que fez os céus e a terra’. Deus é o nosso socorro e para que atentássemos para o socorro do Alto, Ele enviou Seu Messias, o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo, Jesus”.

Marcel continuou sua reflexão lembrando que na instituição da Páscoa, lá no Egito, quando o povo de Israel fez a sua passagem rumo à terra prometida, eles imolaram o cordeiro e passaram o sangue nos umbrais das portas, como marca de proteção para os primogênitos e a família. “Quem não tinha a marca do sangue e a pureza do cordeiro imaculado, a morte e o juízo vinham sobre eles. A nossa nação está precisando ser banhada no vermelho diferente agora, o vermelho do sangue de Jesus, o vermelho do sangue que nos purifica, nos limpa e nos lava. Nenhum outro vermelho vai redimir a nação brasileira, senão o da bandeira do sangue do Cordeiro, do sangue de Jesus, através daqueles que são Seus discípulos, marcados pelo Seu amor, essência e caráter”, falou.

Brasil Cordeiro

Seu repúdio à corrupção continuou, lembrando que “enfiar a mão no erário é a marca de alguém que não tem a marca do Cordeiro” e que “os escândalos que estão por aí, independentemente do nome ou do partido, são um atentado ao espírito cristão e à legitimidade cristã, pois Jesus morreu com as mãos abertas para todos verem que não havia corrupção e nada que o prendesse”.

Marcel encerrou seu discurso com um clamor: “Que o sangue de Jesus nos limpe e nos lave, e que Deus tenha misericórdia de nós! Que o vermelho do sangue de Jesus cubra a nossa nação, transformando a nossa esperança em um Brasil realmente melhor!”.

E os cidadãos de bem dizem: Amém!